por

Aprenda como fazer um excelente diagnóstico empresarial

A importância do diagnóstico empresarial é indiscutível nos mais diferentes aspectos de qualquer organização. Afinal de contas, identificar os pontos positivos e negativos nos processos internos é a base para a definição de um planejamento efetivo.

Entretanto, essa não é uma tarefa simples. Justamente por ser tão essencial na busca por tornar o empreendimento mais forte e preparado para as exigências do mercado, a criação do diagnóstico requer capacitação.

Na prática, ele nada mais é do que uma ferramenta para avaliar os procedimentos na companhia em todas as áreas, passando por todas as questões que surgem em seu cotidiano. Quando o gestor pode contar com o apoio de um software voltado para tal atividade, o processo é ainda mais aprimorado e eficiente.

Quer descobrir como melhorar a qualidade de seu diagnóstico empresarial? Continue acompanhando este artigo!

Invista tempo na análise dos processos

Como sabemos, o bom diagnóstico é aquele que engloba todos os setores da empresa, sem pular os processos mais difíceis ou complicados. O primeiro passo é conseguir identificar as tarefas que requerem uma análise minuciosa em cada área.

Escolher as perguntas certas facilitará na obtenção de respostas que podem fazer alguma diferença. Além disso, é importante não se isolar durante esse processo. Converse com os responsáveis pelos principais processos da empresa, passando por todos os cargos hierárquicos possíveis.

Outra forma interessante de mapear as oportunidades de melhorias é fazendo um brainstorming (tempestade de ideias) com sua equipe. Quanto mais cabeças pensarem, mais soluções poderão ser propostas para identificar e solucionar os problemas levantados.

Lembre-se: a apresentação da análise deve ser feita por escrito, apontando todas os pontos do diagnóstico feito, juntamente com as conclusões do consultor.

Diagnóstico empresarial

Observe o fluxo de caixa

Não existe uma regra fixa para a realização da investigação em si. Porém, algumas ferramentas podem se mostrar extremamente úteis no acompanhamento detalhado dos fatos.

O fluxo de caixa é um desses recursos. Afinal, nada melhor do que um bom registro de entradas e saídas para revelar como anda a saúde financeira do negócio.

Sendo assim, utilize o fluxo de caixa como uma ferramenta para enxergar, com mais clareza, qual a origem das receitas e despesas da empresa. Não deixe de rastrear para onde vão todos os gastos.

Defina um método de avaliação

Como toda prática de gestão exige, a melhor forma de reconhecer os processos e diagnosticá-los de maneira eficiente é usando um procedimento padronizado. Para garantir a qualidade de seu trabalho, procure pelo método de identificação que mais se encaixa no perfil da empresa.

Um dos caminhos mais utilizadas nessa etapa é a utilização da análise SWOT, também conhecida como FOFA, em português. Por meio dela, é possível analisar quais são as Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças do empreendimento.

Há, ainda, quem utilize a Matriz GUT como ferramenta de priorização de tarefas na hora de definir a ordem dos problemas. O importante é conseguir estudar o lado fraco e o lado forte do negócio, para, a partir daí, propor melhorias e tornar a empresa mais saudável e competitiva.

Sendo assim, você também pode criar um diagnóstico próprio, elaborando perguntas de avaliação personalizadas, de acordo com a organização. As áreas de logística e produção sempre exigem uma vistoria minuciosa.

Além disso, é possível acompanhar quais foram as ferramentas de marketing utilizadas e como elas contribuíram para a imagem da companhia. Vasculhe até mesmo os processos de recrutamento e a forma como os profissionais são selecionados.

Uma boa pesquisa vai levantar não apenas a análise dos indicadores de desempenho em funcionamento, mas também as estratégias a serem adotadas, independentemente do prazo estipulado.

Desenvolva um plano de ação

Se você conseguiu fazer um bom diagnóstico, investindo todos os esforços possíveis nas etapas acima, parabéns. Sem dúvidas, os benefícios adquiridos pela identificação de possíveis problemas podem dar uma nova direção à empresa.

Isso sem contar com o poder do engajamento entre os colaboradores que participaram dos processos. Entretanto, parar por aí impedirá que o empreendimento vivencie plenamente as vantagens desse trabalho.

Conseguiu identificar todos os problemas? Ótimo! Agora, é hora de definir um plano de ação que inclua as metas para medir o sucesso na resolução das falhas apresentadas.

Na hora de criar o plano, pense em soluções inovadoras e simples, que possam, de fato, resolver os problemas mapeados. Desenvolva estratégias sempre com foco em otimizar as áreas que clamam por mais urgência.

Quanto pior for o desempenho do setor, mais rápido você deverá agir para consertá-lo e, assim, comprovar a força de seu diagnóstico. Monte uma equipe de trabalho voltada para atuar em cada frente específica do diagnóstico.

Plano de Ação

Não se esqueça de elaborar um cronograma detalhado, incluindo as datas de quando cada ação será tomada. Agir é a chave do sucesso. Por isso, ataque os pontos críticos com garra, fazendo o possível para solucionar, de forma estratégica, as dificuldades encontradas.

Se você deseja levar a empresa a uma experiência de melhoria fatídica dos processos e sistemas, mantenha o monitoramento ativo do plano de ação. Sem isso, é impossível garantir a maximização dos lucros pelo diagnóstico empresarial.

Apresente e monitore os resultados

Ainda que alguns gestores se cansem demais na elaboração do diagnóstico e acabem por ignorar o Relatório Gerencial Consolidado, saiba que essa é uma parte essencial do processo. A consolidação dos resultados é de extrema importância para a documentação, finalização e apresentação do projeto à Direção.

Depois que as informações forem apresentadas a todos os colaboradores responsáveis pelos variados processos dentro da organização, é hora de criar um sistema de acompanhamento das atividades.

Faça questão de criar uma rotina fixa de monitoramento semanal das ações, delegando as tarefas conforme for possível. Outra dica é investir em uma reunião mensal para avaliar os resultados. Com essas ações estabelecidas, a empresa ganhará um rumo sempre melhor!

O diagnóstico pode ser realizado anualmente. Com esse espaço de tempo, a companhia será mais bem oxigenada, ao passo que os resultados poderão ser utilizados nos próximos planos.

Gostou de saber mais sobre como aprimorar seu diagnóstico empresarial? Então, que tal ficar por dentro das melhores dicas para não errar no planejamento estratégico? Até a próxima!

Artigos Relacionados


Also published on Medium.